+ infoAcontecer
Fátima
Produto final é uma «imensa toalha»
Mensagens para o Papa deixadas em Fátima
Texto Juliana Batista | Foto Ana Paula | 10/06/2015 | 14:56
imagem: 1 2 3
Os Missionários da Consolata convidam os visitantes do Consolata Museu a escrever uma mensagem para o Papa, que lhe será entregue durante a sua visita a Fátima, em maio de 2017
imagem

Deixar uma mensagem para o Papa Francisco é possível a partir desta quarta-feira, 10 de junho, em Fátima, no Consolata Museu. Neste espaço dos Missionários da Consolata, os visitantes podem escrever as suas palavras dirigidas ao Santo Padre em três telas de linho que vão dar origem a uma «imensa toalha», simbolizando o «encontro à mesa».

 

As mensagens podem ser escritas até maio de 2017, altura em que serão entregues ao Papa, no decorrer da sua visita a Fátima. Os interessados podem encontrar as telas de linho na capela do Consolata Museu, que é «o ponto mais baixo e mais alto do edifício», representando a união entre a «humanidade e a divindade», explicou António Fernandes, superior provincial dos missionários da Consolata, na apresentação da iniciativa.

 

«Queremos partilhar palavras, frases, pensamentos, desejos, esperanças com o Papa Francisco, através do nosso museu e daquela capela», acrescentou o responsável, perante os familiares dos missionários da Consolata que se encontram reunidos em Fátima.

 

Apesar da iniciativa ter arrancado apenas no início desta manhã, são já muitas as mensagens. As palavras dirigidas ao Papa estão a ser deixadas por pessoas de todas as idades, com os avós ou pais a ajudar as crianças mais pequenas a escrever o seu nome.

 

Nas suas mensagens, os visitantes pedem a bênção do Santo Padre para «todos os jovens», agradecem o seu «testemunho de fé, amor e exemplo para a humanidade», mostrando que voltaram a «acreditar nos padres e missionários». Nair Vilarinho, de 67 anos, e Helena Gouveia, de 63, duas amigas residentes na cidade do Porto, já escreveram uma mensagem ao Papa Francisco, pelo qual dizem ter uma «grande admiração».

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.