+ infoAcontecer
Justiça & Paz
Direitos humanos
Igreja Católica pede abolição da pena de morte
Texto Francisco Pedro | Foto Lusa | 31/07/2015 | 12:11
Comissão Nacional de Justiça e Paz do Paquistão apela ao governo paquistanês que restabeleça a moratória sobre a pena capital, depois da execução de oito presos
imagem
A Comissão Nacional de Justiça e Paz (CNJP) do Paquistão fez um apelo ao governo para acabar com a pena de morte no país, após a execução, esta semana, de mais oito condenados, na província de Punyab. «Opomo-nos firmemente à pena de morte, sobretudo porque, neste momento, o sistema legal do Paquistão é imperfeito», disse o diretor executivo da CNPJ.

Cecil Chaudhry condenou ainda a execução de Aftab Masih, um cristão condenado à pena capital pouco antes do início do ramadão, apesar das dúvidas em relação à sua idade. A família do jovem sempre afirmou que ele só tinha 15 anos quando foi acusado de homicídio.

Também as Nações Unidas, dias antes dos oito detidos terem sido executados, fizeram um pedido semelhante ao da Igreja Católica, para tentar travar as execuções, e apelaram ao governo do Paquistão que substitua as sentenças dos condenados à morte.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.