+ infoAcontecer
Fátima
Celebrações passam por vários espaços
Trasladação dos restos mortais do padre Formigão
Texto Juliana Batista | 16/01/2017 | 12:09
Restos mortais de sacerdote envolvido no apuramento dos acontecimentos de Fátima, vão ser trasladados do cemitério de Fátima para a Casa de Nossa Senhora das Dores, onde faleceu
O padre Manuel Nunes Formigão vai ser trasladado do cemitério de Fátima para um mausoléu na Cova da Iria, no próximo dia 28 de janeiro. As cerimónias terão início às 10h00 e vão passar por diferentes espaços: Casa de Nossa Senhora das Dores, cemitério da Freguesia de Fátima, Basílica da Santíssima Trindade e mausoléu instalado no ponto de partida deste trajeto.

Em contacto com os pastorinhos de Fátima desde 27 de setembro de 1917, o padre Manuel Formigão empenhou-se em «apurar a verdade dos factos» ocorridos nesse ano na Cova da Iria, tendo recebido a epíteto de `Apóstolo de Fátima´ devido à sua «incansável dedicação em divulgar a mensagem de Fátima ao nível da imprensa escrita» e à «publicação de vários livros» sobre o tema.

Na altura em que a mais nova das videntes de Fátima se encontrava internada no Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, o sacerdote fundou a Congregação das Irmãs Reparadoras de Nossa Senhora de Fátima, agora promotora desta trasladação.

O padre Manuel Nunes Formigão nasceu em Tomar, a 1 de janeiro de 1883, tendo falecido em Fátima, a 30 de janeiro de 1958, na Casa Nossa Senhora das Dores, localizada na Francisco Marto n.º 203, local para onde serão agora trasladados os seus restos mortais, no âmbito das comemoração do Centenário das Aparições de Fátima.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.