+ infoAcontecer
Fátima
Celebração do Centenário das Aparições
Plano de contingência para a visita do Papa a Fátima
Texto J.B. | Foto INEM | 23/01/2017 | 17:49
O Ministério da Saúde vai ter um plano de contingência a propósito da visita do Papa a Fátima. Vão ser objeto de planificação as situações previsíveis e de exceção
imagem

«O previsível aumento da afluência de peregrinos» a Fátima, devido à visita do Papa, «o número e a diversidade de pessoas e instituições envolvidas e a extensa participação de altas entidades» fazem com que a proteção da saúde pública durante o evento religioso constitua «uma iniciativa da maior responsabilidade por parte do Estado», indica Fernando Araújo, secretário de Estado Adjunto e da Saúde, num despacho publicado no Diário da República esta segunda-feira, 23 de janeiro.

Por isso, o governo português estabelece a formação de uma comissão que será responsável por organizar e acompanhar o Plano de Contingência do Ministério da Saúde. Segundo Fernando Araújo, serão planeadas «as situações previsíveis que requerem medidas específicas, como as de doença», e também as situações de exceção, «potencialmente com múltiplas vítimas».

Do plano fará parte um mecanismo que abarque os peregrinos «com a implementação de um sistema de vigilância epidemiológica que permita a deteção precoce de doenças», e a acessibilidade a cuidados de saúde primários ou cuidados pré-hospitalares e hospitalares.

Ao INEM será atribuída a missão de «planear, dimensionar e implementar um dispositivo de apoio médico pré-hospitalar e de acompanhamento de altas individualidades». O despacho governamental, citado pela agência Lusa, estabelece que seja dada «especial atenção» aos «mecanismos de resposta» dos hospitais mais próximos de Fátima.

Considerando a possibilidade da ocorrência de uma situação de exceção que possa «obrigar à mobilização nacional de meios mais diferenciados», o despacho indica que os planos de situação de catástrofe de «todos os hospitais universitários com urgência polivalente» devem ser «atualizados e testados».

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.