+ infoAcontecer
Fátima
Vaticano
Anunciada aprovação de milagre dos pastorinhos de Fátima
Texto F.P. | Foto DR/SNSRF | 06/02/2017 | 10:04
A Congregação para a Causa dos Santos já terá aprovado um milagre atribuído aos videntes Francisco e Jacinta Marto. A Santa Sé ainda não fez o anúncio oficial mas espera-se que a canonização seja celebrada em maio
imagem
A informação foi dada na Igreja de Santo António dos Portugueses, em Roma (Itália), pelo reitor do Instituto Português de Santo António, monsenhor Agostinho Borges, no final da Eucaristia de domingo, 5 de fevereiro. Segundo o sacerdote, o caso que poderá permitir a canonização dos beatos Francisco e Jacinta Marto estará relacionado com a cura de uma criança brasileira.

Embora a confirmação da conclusão do processo não tenha sido ainda dada pela Santa Sé, a expectativa é que a data de celebração da canonização seja marcada para 12 ou 13 de maio, período em que o Papa Francisco se desloca a Fátima para participar na peregrinação comemorativa do Centenário das Aparições.

A informação prestada por Agostinho Borges foi testemunhada e divulgada pelo padre Francisco Mendes, diretor do Notícias de Setúbal, o jornal oficial da diocese de Setúbal. «Ele apresentou o anúncio de uma maneira muito simples, cheio de alegria por o poder fazer já e por já não estar obrigado ao segredo», revelou o sacerdote.

Mas em declarações à FÁTIMA MISSIONÁRIA, Carmo Rodeia, responsável pelo Centro de Comunicação do Santuário de Fátima, não confirma a informação avançada: «O Santuário está a acompanhar o processo, que está a decorrer a bom ritmo. Existe a expectativa que seja concluído ainda este ano, mas neste momento não se confirma [que tenha sido dado como confirmado o milagre». 

O processo decorre na Congregação para a Causa dos Santos, no Vaticano, e ao que apurámos, está numa fase muito adiantada, mas não foi levado ainda à Comissão de Teólogos, que é quem dá o parecer final para a confirmação do milagre, que pode elevar os dois beatos aos altares da Igreja Católica. Depois deste passo, a decisão terá ainda de ser homologada pelo Papa.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.