+ infoAcontecer
Mundo
Missão da ONU
Falta informação sobre 20 mil sul-sudaneses deslocados
Texto Miguel Marujo | Foto Lusa | 17/02/2017 | 12:44
O responsável das Nações Unidas para a manutenção da paz no Sudão do Sul descreveu a falta de informações sobre a situação de cerca de 20 mil deslocados internos na margem oeste do Nilo, no norte do país, como um «verdadeiro problema»
imagem
«Queremos descobrir o que aconteceu a essas pessoas e dar-lhes assistência se precisarem», disse David Shearer, representante especial do secretário-geral da ONU e responsável da Missão da ONU no Sudão do Sul (UNMISS), na sua primeira viagem de campo à cidade de Malakal depois de assumir a posição na missão há quatro semanas.

De acordo com um comunicado de imprensa emitido pelo gabinete do porta-voz da Missão, a UNMISS acredita que as 20 mil pessoas fugiram para Kodok, a partir de Wau Shilluk, uma cidade a oito milhas a norte da base da ONU em Malakal na margem oeste do rio Nilo.

A guerra entre as forças governamentais do Exército de Libertação do Povo do Sudão (SPLA) e as forças da oposição expandiu-se geograficamente através da margem ocidental na semana passada, e não dá sinais de diminuir, forçando mais pessoas a abandonar as suas casas.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.