+ infoAcontecer
Fátima
Centenário das Aparições
Proibido acampar na visita do Papa
Texto F.P. | Foto DR | 07/04/2017 | 13:01
Autoridades decidiram proibir as tendas de campismo nas imediações do Santuário de Fátima, por questões de segurança. Vai ser criado um espaço alternativo para acolher os peregrinos campistas
imagem
Os peregrinos que costumam montar as suas tendas de campismo nos espaços envolventes do Santuário de Fátima vão ficar proibidos de o fazer na próxima peregrinação de 12 e 13 de maio, por questões de segurança relacionadas com a visita do papa Francisco, informou a GNR, em conferência de imprensa, realizada esta sexta-feira, 7 de abril.

Em alternativa, a Câmara Municipal de Ourém vai criar um espaço junto ao campo de jogos de Fátima, para onde os peregrinos campistas irão ser canalizados. O espaço terá instalações sanitárias provisórias, onde os utentes podem fazer a sua higiene diária.

Na sessão, o presidente da autarquia, Paulo Fonseca, anunciou que vão ser criadas duas dezenas de bolsas de estacionamento num raio até 20 quilómetros a partir da Cova da Iria, que serão servidos por 75 tranfers gratuitos. Estes autocarros farão o transporte entre os parques de estacionamento e a cidade de forma contínua.

Prevendo-se uma grande afluência de peregrinos, e como provavelmente nem todos terão oportunidade de conseguir lugar no recinto de oração, o reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas, convidou os fiéis a espalharem-se pelo percurso entre o Estádio Municipal de Fátima e o Santuário, para saudarem o Papa Francisco, que fará o percurso em viatura aberta.

Serão ainda instalados quatro ecrãs gigantes nas imediações do santuário, para os peregrinos poderem seguir as celebrações, e a câmara vai criar um Gabinete de Apoio ao Peregrino, nas instalações do Posto de Turismo de Fátima.

Em termos de segurança, a GNR revelou que vai iniciar a operação de acompanhamento dos peregrinos a pé no dia 1 de maio, alertando para as restrições de trânsito que vão ser implementadas nos dias 12 e 13 de maio, no interior da cidade de Fátima.

“Fátima é um lugar seguro. Todos sabemos que hoje a segurança está na ordem do dia, mas as várias entidades envolvidas na preparação da visita do papa tudo estão a fazer para garantir a segurança dos que aqui estarão”, afirmou o padre Carlos Cabecinhas, convidando as pessoas a que se desloquem à Cova da Iria para participar no que se espera venha a ser “uma grande festa”.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.