+ infoAcontecer
Mundo
Ébola ameaça região remota congolesa
Texto Miguel Marujo | Foto DR | 19/05/2017 | 15:13
Começou uma corrida contra o tempo para tentar conter um surto de Ébola numa área remota do norte da República Democrática do Congo, anunciou a Organização Mundial da Saúde. Há 20 casos relatados e três mortos confirmados
imagem
Vinte casos de ébola foram relatados na província de Bas-Uele, na República Democrática do Congo (RDC), perto da fronteira do país com a República Centro-Africana. Dois dos casos foram confirmados por testes laboratoriais e três pessoas morreram até agora, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em 9 de maio, a OMS observou um conjunto de doenças inexplicadas e mortes, todas com sintomas de sangramento na mesma área. A OMS, o governo congolês e a organização de assistência médica, Alima, enviaram imediatamente uma equipa para o campo e testes de laboratório confirmaram que era ébola. Dois dias depois, o Ministério da Saúde da RDC declarou oficialmente um surto do vírus.

«É importante notar que Likati é uma das partes mais remotas da RDC. Está a 1400 quilómetros de Kinshasa e a 350 quilómetros da cidade mais próxima, Kisangani», apontou Peter Salama, médico e diretor executivo da OMS para Programas de Saúde e Emergências.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.