+ infoAcontecer
A Missão Conta
Encontro em Roma
Papa agradece aos missionários e missionárias da Consolata
Texto F.P. | Foto DR | 05/06/2017 | 17:46
Francisco reuniu-se com os 120 participantes do Capítulo Geral e pediu-lhes que não se deixem nunca vencer pelo cansaço na procura de um novo impulso à animação missionária
imagem
Uma mensagem de agradecimento pelo trabalho de evangelização e de incentivo para os novos desafios, com particular atenção ao diálogo com o Islão, à promoção da dignidade da mulher e dos valores da família, foi o que transmitiu o Papa Francisco esta segunda-feira, 5 de junho, num encontro com os missionários e missionárias da Consolata que participam no Capítulo Geral, em Itália.

«Vós sois chamados a aprofundar o vosso carisma, para projetar-vos com renovado entusiasmo na obra da evangelização, na perspetiva das urgências pastorais das novas pobrezas. Neste sentido, quero exortar-vos a atuar com atento discernimento sobre a situação dos povos no seio dos quais desenvolveis a vossa ação evangelizadora», afirmou o Pontífice.

Estendendo as saudações aos missionários e missionárias «que operam muitas vezes em condições difíceis, nos diversos continentes», Francisco pediu serenidade e abertura de espírito para acolher os «novos estímulos ao renovamento» e convidou os presentes a seguirem o exemplo do fundador do Instituto Missionário da Consolata (IMC), beato José Allamano, nunca se deixando «levar pelo cansaço» na procura de «um novo impulso à animação missionária». Neste particular, «merecem uma atenção especial o diálogo com o Islão, o compromisso na promoção da dignidade de mulher e dos valores da família, a sensibilidade pelos temas da justiça e da paz», afirmou o Santo Padre.

«Não vos canseis nunca de levar conforto para as populações que estão quase sempre provadas pela grande pobreza e pelo sofrimento agudo, como acontece por exemplo em tantas partes da África e da América Latina. Deixai-vos continuamente provocar pelas realidades concretas com as quais entrais em contacto e procurais oferecer adequadamente, o testemunho da caridade que o Espírito infunde nos vossos corações», acrescentou o Papa.

No final, Francisco incentivou os missionários e missionárias a prosseguirem os seus caminhos e atividades pastorais, ancorados na esperança. «Que a vossa consagração missionária possa ser sempre mais fonte de encontro vivificante e santificante com Jesus e com o seu amor, fonte de consolação, paz e salvação para todos os homens. Faço votos para que as orientações elaboradas pelos respetivos Capítulos Gerais possam guiar os vossos institutos a prosseguir com generosidade no caminho traçado pelo fundador e seguido com heroica coragem por tantos irmãos e irmãs das vossas congregações».
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.