+ infoAcontecer
Fátima
Exposição
Comunicar a diversidade dos peregrinos
Texto Juliana Batista | 12/06/2017 | 15:09
A exposição é uma forma de «comunicar com a diversidade dos peregrinos» que visitam o Santuário de Fátima
imagem

Vinte e cinco obras de escultura, pintura, desenho e outras técnicas, criadas por 25 artistas contemporâneos, dão forma à exposição «Mater Dei», que pode ser conhecida no nártex da Basílica da Santíssima Trindade, no Santuário de Fátima, a partir da próxima terça-feira, 13 de junho. Fazem parte da mostra trabalhos criados propositadamente para esta ocasião, por artistas como Pedro Proença, Rui Chafes, Emília Nadal, Graça Pereira Coutinho, Rui Sanches ou Manuel Baptista.

 

«Ao expor estas peças, o Santuário de Fátima assume a sua responsabilidade de mostrar a reflexão artística contemporânea, sublinhando como a arte e a temática sagrada não são conceitos antagónicos, mas lugares de importante reflexão ao nível do pensamento contemporâneo», disse Marco Daniel Duarte, diretor do Museu do Santuário de Fátima.

 

A iniciativa é uma forma que o Santuário de Fátima utiliza para «comunicar com a diversidade dos peregrinos», explicou o responsável, destacando que as «linguagens usadas» na exposição «são tantas como os artistas». «Vinte e cinco nomes que com diferentes técnicas mostram Maria como ícone de maternidade», referiu, em declarações aos serviços de comunicação do local de culto da Cova da Iria.

 

A exposição «Mater Dei» pode ser vista em Fátima, depois de já ter passado por Lisboa. A mostra pode ser conhecida até ao próximo dia 13 de setembro. «Mater Dei» foi criada para celebrar os 100 anos do fenómeno de Fátima e os 300 anos do Patriarcado de Lisboa.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.