+ infoAcontecer
Mundo
Mais de nove milhões de crianças sírias em risco
Texto F.P. | Foto Lusa | 18/06/2017 | 07:03
Fundo das Nações Unidas para a Infância está sem dinheiro para manter os programas de apoio aos menores que se encontram na Síria, ou que procuraram refúgio nos países vizinhos
imagem
Os vários programas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) que beneficiam mais de nove milhões de crianças na Síria e nos países vizinhos estão prestes a ser cancelados por falta de fundos. O buraco financeiro é de mais de 196 milhões de euros.

«Este é o pior déficite que temos desde que se começou a responder à crise na Síria, uma das maiores operações humanitárias da história da UNICEF. As necessidades continuam a crescer», alertou o diretor regional da agência para o Médio Oriente, Geert Cappealere.

Segundo o responsável, se não chegar financiamento urgente, algumas atividades vitais correm o risco de ser canceladas, o que se traduziria em graves consequências para as crianças sírias e para as comunidades de acolhimento.

Neste momento, a UNICEF assegura o fornecimento de água potável, serviços de saneamento, acesso a tratamento médico e nutricional, apoio financeiro direto às famílias, serviços educativos, assim como mantas e roupa para os meses de inverno.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.