+ infoAcontecer
Mundo
ONU debate proibição de armas nucleares
Texto F.P. | Foto Lusa | 19/06/2017 | 15:40
Representantes dos países que integram a Assembleia Geral das Nações Unidas retomam debate para a criação de um instrumento legal para a proibição de armas nucleares
imagem
Especialistas em desarmamento e armas nucleares, representantes dos governos, de organizações não governamentais e da sociedade civil, retomam esta segunda-feira, 19 de junho, o diálogo para a definição de um acordo juridicamente obrigatório sobre a proibição de armas nucleares, como já existe para as armas químicas e biológicas.

Para o ex-alto-representante para o Desarmamento, Sérgio Duarte, um acordo alcançado em Nova Iorque, Estados Unidos da América, poderá ser o primeiro passo para pôr fim no impasse que existe sobre este tema há várias décadas.

«Naturalmente, a convenção deixa uma porta aberta. Países que queiram entrar para a convenção depois que ela for aprovada, poderão fazê-lo. Inclusive aqueles que não possuem armas, mas que têm acordo com os possuidores para que se defendam. E países sobretudo na Europa ocidental, onde há uma grande pressão da opinião pública sobre os governantes para que retirem as armas nucleares depositadas no território», declarou o ex-embaixador brasileiro à ONU News.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.