+ infoAcontecer
A Missão Conta
Angola
Festa da Consolata na paróquia de Funda
Texto Luiz António de Brito | Foto Luiz António de Brito | 27/06/2017 | 14:10
Comunidade da diocese de Caxito celebra pela primeira vez a festa da sua padroeira. Missionário convidou os fiéis a seguirem o exemplo de Maria e a dizerem também eles sim a Deus
imagem
O mês de junho é sempre um mês muito especial para os Missionários da Consolata pois é o mês dedicado à sua padroeira. Este ano, foi ainda mais especial devido ao fato de, após dois meses de abertura oficial, a paróquia Nossa Senhora Consolata na Funda, na diocese de Caxito, em Angola, celebrar pela primeira vez a festa da sua padroeira.

As preparações duraram todo o mês de junho. Os três missionários da Consolata visitaram as 20 comunidades da paróquia com o objetivo de reunir-se com os catequistas e leigos, para ouvir as suas dificuldades e perspetivas para o futuro. Esta preparação intensificou-se com a Novena da Consolata que foi realizada de 16 a 24 de junho.

A grande festa ocorreu no dia 25 de junho, quando todos se reuniram na comunidade Nossa Senhora das Dores e seguiram em procissão carregando a imagem de Nossa Senhora Consolata até à sede paroquial. Enquanto caminhavam, rezava-se o Rosário e entoavam-se cânticos marianos. Percebia-se nos fiéis uma atmosfera de real devoção e oração.

O ponto alto foi a Celebração da Missa, presidida pelo missionário Sylvester Ogutu e animada pelo coro paroquial, que encheu o ambiente com belos cânticos e aumentou ainda mais nos fiéis a alegria e o entusiasmo de viver tal momento. O pároco na sua homilia falou várias vezes da necessidade de estarmos abertos e disponíveis a receber a verdadeira consolação de Deus – Jesus - assim como a Maria Santíssima O acolheu durante a visita do anjo Gabriel. O sacerdote realçou ainda que o sim de Maria nos deve provocar a também dizer sim a Deus, um sim que deve ser manifestado através do nosso testemunho de vida, sendo portanto imitadores da Mãe Consolata, isto é, sendo consolados por Deus e consolando os nossos irmãos.

Após a Missa, muitos fiéis, em família, partilharam seu almoço, enquanto as visitas, sacerdotes, religiosas e coordenadores das comunidades foram acolhidos pelo pároco para partilhar o almoço. A festa foi concluída com o aspeto lúdico preparado pelos jovens. Houve entrega de prémios aos vencedores do Campeonato de Futebol da Consolata, apresentações de teatro, canto e poesia. O bispo, Antonio Jaca, impossibilitado de estar na celebração litúrgica, fez questão de saudar os fiéis no período da tarde.

Durante toda a festa foi sempre lembrado o compromisso que cada cristão tem na participação da construção da paróquia. Um compromisso renovado, que com a bênção da Mãe Consolata, vai ajudar a avançar no trabalho de evangelização.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.