+ infoAcontecer
Mundo
Estado de emergência no Sudão do Sul
Texto F.P. | Foto Lusa | 19/07/2017 | 16:18
Presidente Salva Kiir decretou o estado de emergência por três meses na região noroeste do país, onde se registam intensos confrontos étnicos. O acesso à internet também foi suspenso
imagem
O Presidente do Sudão do Sul, Salva Kiir, decretou esta semana o estado de emergência para os estados de Gogrial, Tinj, Wau e Awiel, no noroeste do país, devido ao intensificar dos confrontos étnicos. Há informações de um grande número de civis mortos, sobretudo na região de Greater Bahr el Ghazel.

O mais jovem país do mundo entrou em guerra civil em 2013, dois anos depois de ter conquistado a independência e de Kiir ter demitido o seu vice, Riek Machar, alegando que este tentou afastá-lo do poder. O conflito degenerou em confrontos étnicos, a agricultura paralisou e as receitas do petróleo, a principal fontes de receitas, baixaram vertiginosamente.

Entretanto, foram também bloqueados os acessos a duas das principais redes de internet no Sudão do Sul, sem aviso prévio, e supostamente por ordem das autoridades governamentais. No mês passado, recorde-se, a Autoridade Nacional Reguladora da Comunicação Social já havia anunciado a proibição de entrada no país a 20 jornalistas estrangeiros.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.