+ infoAcontecer
Mundo
Seca prolongada põe em risco população norte-coreana
Texto F.P. | Foto Lusa | 23/07/2017 | 15:49
As regiões centro e sul do país, responsáveis por dois terços da produção nacional, são as mais afetadas. Os índices de pluviosidade não eram tão baixos desde 2001
imagem
A produção agrícola na Coreia do Norte está a sofrer graves danos com a seca prolongada, que põe em risco a segurança alimentar da população, alertou esta semana a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO). Os cultivos de arroz, milho, batata e soja são os mais atingidos.

Segundo um estudo conjunto da FAO com o Centro de Investigação da Comissão Europeia, as colheitas de junho sofreram uma redução de cerca de 30 por cento, o que pode levar a que muitos agricultores adotem medidas de sobrevivência estremas, reduzindo a ração diária de alimentos.

«O que estamos a assistir este ano não se via desde 2001. Os níveis de chuva estão inclusive muito abaixo dos de 2001, ano em que se viveu uma grave seca e uma forte baixa de produção», sublinhou Félix Baqueano, economista da FAO.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.