+ infoAcontecer
A Missão Conta
Assembleia junta missionários de Moçambique e Angola
Texto D.A. | Foto D.A. | 21/07/2017 | 17:23
Religiosos analisaram plano de formação pastoral, aprovaram um diretório sobre a administração de bens e definiram o plano de atividades para este ano
imagem
Durante uma semana e meia, de 12 a 20 de Julho, os missionários da Consolata que trabalham em Moçambique - no Niassa, Tete, Nampula, Inhambane e Maputo - e Angola, reuniram-se para um tempo de reflexão, balanço, definição de estratégias e planeamento. A assembleia teve lugar pela primeira vez no Centro de Espiritualidade e Missão São Paulo de Laulane, na periferia do Maputo, um espaço vocacionado para encontros e retiros espirituais.

Os primeiros dias da assembleia consolatina foram dedicados à oração e reflexão sob a direção do padre Toussaint Twite, pároco de Liqueleva e Liberdade. Nos dias de assembleia propriamente ditos foram apresentados os relatórios do Superior Regional, sobre a situação dos Missionários da Consolata em Moçambique, o relatório do administrador regional, os relatórios das comunidades e paróquias sobre as atividades pastorais e a vida quotidiana e dos secretariados regionais: formação, pastoral, justiça e paz e cooperação missionária.

Os padres Diamantino Antunes e Sisto Pedro, recém chegados de Roma onde participaram no Capítulo Geral dos Missionários da Consolata, apresentaram as principais conclusões e decisões deste importante encontro.

Por fim, os participantes analisaram e aprovaram o diretório de economia e administração dos bens com as diretrizes que regulamentam as atividades económicas dos Missionários da Consolata em Moçambique. No final, foi feita e aprovada a programação das atividades para este ano.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.