+ infoAcontecer
Portugal
Sustentabilidade
Alunos reciclam e apoiam crianças doentes
Texto Juliana Batista | Foto Lusa | 08/08/2017 | 12:18
As toneladas de resíduos recolhidos serão convertidas em seis mil euros para entregar à Operação Nariz Vermelho
imagem

Os elementos de cerca de 900 escolas portuguesas reuniram, durante o último ano letivo, 413 toneladas de resíduos eletrónicos e pilhas em fim de vida. Tal quantia será convertida num valor superior a 6.000 euros para oferecer à Operação Nariz Vermelho, uma Instituição Particular de Solidariedade Social, que promove visitas de palhaços às enfermarias pediátricas de vários hospitais do país.

 

«Agradecemos a todas as escolas e entidades (…) que contribuíram arduamente para ajudar os `doutores palhaços´ a levar alegria a mais de 41 000 crianças hospitalizadas, em 14 hospitais pediátricos do nosso país! Um forte abraço de palhaço a todos os agentes da reciclagem», refere Magda Ferro, diretora de comunicação da Operação Nariz Vermelho.

 

Entre os objetos recolhidos no âmbito da nona edição da campanha «Geração Depositrão», promovida pela plataforma europeia de reciclagem em Portugal (ERP), estão «mais de 160 grandes eletrodomésticos, 60 frigoríficos e 270 televisores/monitores», lê-se num comunicado dos promotores da iniciativa.

 

«O compromisso assinado pelas escolas e entidades que participaram é motivo de orgulho e satisfação, pois a recolha destes resíduos, muitos deles perigosos, tem sido uma causa defendida por todos e abraçada com muita energia e dedicação! Parabéns a todos os cidadãos que revelaram, novamente, a sua preocupação com a sustentabilidade, este ano traduzida, também, no donativo a entregar à Operação Nariz Vermelho», indica Filipa Moita, responsável de comunicação da ERP Portugal.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.