+ infoAcontecer
Mundo
Aliança Africana ajuda pequenos produtores moçambicanos
Texto F.P. | Foto Lusa | 10/10/2017 | 17:38
Projeto a cinco anos prevê ajudar a melhorar a produtividade e o acesso aos mercados a mais de 1.500 pequenos produtores agrícolas. Visa ainda criar uma rede rural de processos produtivos no vale do Zambeze
imagem
A Aliança Africana para a Revolução Verde (AGRA) vai investir, nos próximo cinco anos, mais de 22 milhões de euros em iniciativas para melhorar as condições de vida das comunidades camponesas do setor familiar em Moçambique. O plano estratégico incluiu um total de 19 projetos destinados a reforçar a produção agrícola nos corredores da Beira e Nacala e no vale do Zambeze.

De acordo com o representante da AGRA em Moçambique, Paulo Mole, os primeiros quatro projetos, orçados em 7,6 milhões de euros, já estão aprovados. Um deles será desenvolvido no corredor de Nacala e está virado para a cadeia de valor do milho e soja, nomeadamente a ligação dos produtores ao mercado.

As províncias de Manica e Tete recebem outros dois projetos, um para desenvolvimento de pequenas e médias empresas agrícolas, com enfoque na produção e comercialização, e outro direcionado para a investigação e produção de fertilizantes adequados à natureza dos solos da região.

A quarta ação visa a criação de uma rede rural relacionada com os processos produtivos no vale do Zambeze, que se têm revelado um dos grandes entraves para o sucesso da agricultura, numa área com excelentes condições agroecológicas, adiantou Paulo Mole à imprensa moçambicana.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.