+ infoAcontecer
Portugal
Dez por cento dos portugueses sem dinheiro para medicamentos
Texto F.P. | Foto DR | 10/11/2017 | 15:09
Um em cada 10 portugueses não comprou os medicamentos prescritos pelo médico por motivos financeiros no ano passado, segundo um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico
imagem
A falta de dinheiro para comprar medicamentos obrigou 10 por cento dos portugueses a deixarem de comprar os fármacos prescritos pelo médico, em 2016, segundo o mais recente relatório sobre saúde da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), divulgado esta sexta-feira, 10 de novembro.

O documento, que traça uma visão geral da saúde nos 35 países da organização, revela também que 8,3 por cento dos portugueses falharam uma ida ao médico por questões financeiras, e que Portugal é o quarto país da OCDE com mais casos de demência, com 19,9 casos por mil habitantes.

Em geral, o estado de saúde dos portugueses está dentro da média dos países da OCDE ao nível da expetativa de vida (78,1 anos para os homens e 84,3 anos para as mulheres) e da mortalidade por doença isquémica cardíaca (ataque cardíaco e angina de peito).

No entanto, apresenta piores valores ao nível da prevalência da demência. Segundo este ‘ranking’, Portugal é o quarto país com mais casos de demência por mil habitantes, só superado pelo Japão (23,3), Itália (22,5) e Alemanha (20,2). O México é o país com menos casos: 7,2.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.