+ infoAcontecer
Portugal
Homenagem às vítimas dos fogos
Presépio no Crato expõe flagelo dos incêndios
Texto J.B. | Foto SCMC | 05/12/2017 | 16:22
Do presépio fazem parte «pequenas árvores», que serão plantadas por crianças da região
imagem

As consequências dos incêndios também podem ser observadas através de um presépio presente na Casa Museu Padre Belo, estrutura inserida nas instalações da Santa Casa da Misericórdia do Crato, em Portalegre. A construção integra «o negro da madeira queimada, recolhida no rescaldo dos incêndios», com o «verde» de «pequenas árvores» que «serão posteriormente plantadas pelas crianças do Infantário da Misericórdia do Crato».

A iniciativa é uma forma de «recordar, na espiritualidade do presépio», todas «as vítimas», assim como «prestar tributo a todos os que contribuíram para o combate aos incêndios e os que se mobilizaram no auxílio às vítimas», explicam os responsáveis pela instituição, através de um comunicado citado pela agência Ecclesia.

O presépio é ainda um meio para «chamar a atenção para o flagelo ambiental» vivido atualmente, assim como «para a fragilidade da vida humana perante tais acontecimentos», tendo por base a encíclica `Laudato Si´ do Papa Francisco.

Os promotores da iniciativa alertam para a importância de «despertar consciências para a urgente mudança de comportamentos na preservação e uso dos recursos naturais», e «olhar para o futuro com vontade de alterar comportamentos e assumir boas práticas na gestão da `Casa comum´ que é o planeta terra».

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.