+ infoAcontecer
Portugal
Solidariedade
Portuguesa ruma ao Polo Sul para ajudar crianças pobres
Texto J.B. | Foto Fundação Maria Cristina | 02/01/2018 | 12:16
Maria Conceição vai esquiar 111 quilómetros, com um clima muito adverso, porque precisa de «publicidade» para reunir fundos para dar alimentação e educação a crianças do Bangladesh
imagem

A portuguesa Maria Conceição começa quarta-feira, 3 de janeiro, uma expedição rumo ao Polo Sul para angariar 265 mil euros para pagar as propinas e as refeições de 40 das 124 crianças que tem a cargo através da fundação que criou, e que iniciam as aulas este mês numa escola em Dhaka (Bangladesh).

 

«Faço estas coisas para manter a Fundação [Maria Cristina], eu preciso de publicidade», frisou a filantropa, mentora da organização que financia a educação de crianças pobres do Bangladesh. Maria Conceição vai esquiar 111 quilómetros e espera atingir o Polo Sul antes do dia 13 de janeiro, tornando-se assim na primeira mulher portuguesa a alcançar este ponto. Entre os dias 16 e 19 do mesmo mês, a filantropa compromete-se ainda a subir os 4.892 metros do monte Vinson, o mais alto da região.

 

Maria Conceição vai realizar a jornada integrada numa pequena expedição liderada por um explorador experiente da Antártica. Ao longo do trajeto, a portuguesa que vive no Dubai há 12 anos vai lidar com temperaturas que nunca sobem acima dos 25 graus centígrados negativos e que podem descer até aos 40 graus centígrados negativos, agravadas por ventos fortes.

 

Para se preparar, Maria treinou arrastando pneus na praia e subindo escadarias superiores a 100 degraus com mochilas com dezenas de quilos. «O Polo Sul é principalmente um desafio de resistência, um longo caminho percorrido em esquis, puxando um trenó que pesa entre 30 e 50 quilos, que é quase o meu próprio peso», disse Maria Conceição, em declarações à agência Lusa.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.