+ infoAcontecer
Portugal
Solidariedade
Região pobre de Portugal apoiada com espetáculo em Braga
Texto Juliana Batista | Foto Rabo de Peixe sabe sonhar | 11/01/2018 | 12:19
Receita de bilheteira será utilizada para proporcionar uma colónia de férias às crianças e jovens de Rabo de Peixe, nos Açores, uma das regiões mais pobres do país
imagem

O valor dos bilhetes para assistir à peça de teatro «Job que gritas em mim» vai reverter «na totalidade» para o projeto «Rabo de Peixe sabe sonhar», que apoia crianças carenciadas da vila de Rabo de Peixe, nos Açores. A peça vai ser apresentada na próxima sexta-feira, 12 de janeiro, pelas 21h30, no Auditório de São Frutuoso, em Braga.

 

Assistir ao espetáculo será uma ocasião para viver «um bom momento» e ainda «contribuir para uma boa causa», conforme realça Rita Azevedo, coordenadora do projeto solidário em Braga. A peça de Manuel Nunes, foi adaptada e encenada por José Miguel Braga e será interpretada pelos atores do Grupo de Teatro São João Bosco.

 

A iniciativa beneficiária da receita de bilheteira concretiza-se sob a forma de uma colónia de férias na Ribeira Grande, na ilha de São Miguel, que leva aos jovens da vila de Rabo de Peixe, uma das zonas mais pobres de Portugal, dias diferentes daqueles a que estão habituados. O objetivo é «fazer essas crianças sonharem», mostrando-lhes que «existe um mundo para além da pobreza», explicam os responsáveis pelo projeto, citados pelos serviços de comunicação da arquidiocese de Braga. 


Para que esta colónia de férias seja possível, os voluntários reúnem quinzenalmente no Centro Académico de Braga e realizam iniciativas de angariação de fundos. A iniciativa de solidariedade foi criada em 2003 por um sacerdote da Companhia de Jesus. O projeto conta com quatro núcleos espalhados pelo país: Braga, Porto, Coimbra e Lisboa.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.