+ infoAcontecer
Fátima
Programa para o triénio 2017-2020
Santuário de Fátima prepara catequese nas alamedas do recinto
Texto Juliana Batista | Foto SNSRF | 24/01/2018 | 16:21
Os responsáveis pelo santuário da Cova da Iria têm uma catequese preparada para os peregrinos, que se vai realizar nas alamedas do recinto de oração
imagem

O reitor do Santuário de Fátima deu a conhecer aos responsáveis pelas peregrinações italianas o programa do local de culto da Cova da Iria para o triénio 2017-2020, que está atualmente em curso com o tema «Tempo de graça e de misericórdia», procurando «prolongar e aprofundar o Centenário das Aparições e promover a consolidação dos dinamismos criados».

 

Durante o encontro da Coordenação Nacional das Peregrinações Italianas (CNPI), Carlos Cabecinhas apresentou os eixos que norteiam o primeiro ano do triénio, que decorre com o tema «Dar graças pelo dom de Fátima», com a meta de «evocar marcos históricos mais significativos de Fátima», «prestar especial atenção à imagem peregrina», e «refletir sobre o a importância de Fátima como lugar de cultura», perante os «prementes desafios da humanidade».

 

Para a vivência do triénio, o responsável pelo templo mariano revelou várias propostas já preparadas para os fiéis, como um itinerário orante e uma catequese dedicada ao tema pastoral, que terá lugar nas alamedas do recinto de oração. Carlos Cabecinhas deu conta destes projetos na manhã desta quarta-feira, 24 de janeiro, em Roma (Itália).

 

Perante os participantes do encontro da CNPI, o sacerdote português fez um balanço positivo da comemoração do Centenário das Aparições e do itinerário de sete anos percorrido até à data jubilar. «A participação nas várias iniciativas do santuário superou as nossas melhores expetativas. Porém, o que realmente importa é a vivência espiritual de tantos peregrinos, a intensidade da sua peregrinação, a marca duradoura que fica nas suas vidas», disse o responsável, citado pelos serviços de comunicação do Santuário de Fátima.

 

Na capital italiana, o reitor destacou três aspetos que ficam do «ciclo festivo» do santuário da Cova da Iria: a consolidação do lugar de Fátima no mundo, o «aprofundamento renovado da Mensagem de Fátima», e a canonização de Francisco e Jacinta Marto. A CNPI junta os responsáveis das peregrinações italianas, bem como as instituições que dinamizam peregrinações em Itália. Todos os anos visitam o santuário da Cova da Iria cerca de 15 mil peregrinos italianos em grupos organizados. Em 2017, estiveram no Santuário de Fátima cerca de 54 mil peregrinos orindos de Itália, em grupos organizados.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.