+ infoAcontecer
Mundo
Angola proíbe corte e transporte de madeira
Texto F.P. | Foto Lusa | 01/02/2018 | 10:42
Medida abrange todo o território e surge como uma resposta às denúncias sobre o aumento de exploração ilegal de madeira, que em algumas regiões estava a pôr em risco florestas inteiras
imagem
O governo angolano proibiu o corte, circulação e transporte de madeira em toro e serrada, a partir desta quinta-feira, 1 de fevereiro, e determinou o encerramento da campanha de exploração florestal, iniciada em 2017. A decisão visa travar o aumento dos cortes ilegais.

Em comunicado, o Ministério da Agricultura e Florestas refere que o incumprimento da medida levará à apreensão do produto e dos meios e equipamentos utilizados no transporte, à aplicação de multas e à não renovação das licenças de exploração.

O corte ilegal de madeira, segundo a imprensa local, regista-se com frequência nas províncias do Moxico, Cuando Cubango e Uíge, onde a população já reclamava a adoção de medidas urgentes, para pôr fim à desordem.

As autoridades administrativas alegam que a exploração ilegal é feita maioritariamente por cidadãos estrangeiros, encobertos por nacionais em zonas de difícil acesso, onde derrubam várias espécies de plantas proibidas, desde as menos crescidas até às medicinais e raras, violando as regras do Ministério do Ambiente.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.