+ infoAcontecer
Mundo
Um bilião de vacinas para conter a febre amarela
Texto F.P. | Foto Lusa | 11/04/2018 | 17:31
Campanha de vacinação vai abranger mais de duas dezenas de países africanos e irá prolongar-se até 2026, segundo o plano proposto pela Organização Mundial de Saúde
imagem
Uma mega campanha de vacinação, que deverá abranger um bilião de pessoas, vai ser desencadeada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no continente africano, com o intuito de evitar a propagação da febre amarela. Em 2016, 400 pessoas morreram em Angola e República Democrática do Congo (RDC), por causa desta doença.

A iniciativa, apoiada pela Aliança de Vacinas (GAVI) e Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), será desenvolvida em 27 países. «É um compromisso sem precedentes que vai garantir que a África esteja livre de epidemias de febre amarela até 2026», afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, no lançamento do projeto, na Nigéria.

As linhas estratégicas deste plano assentam em três grandes objetivos: proteger populações em risco com campanhas de prevenção em massa e programas de imunização de rotina, impedir a disseminação internacional, e conter novos surtos de forma rápida.

Segundo Stefan Peterson, chefe de saúde do UNICEF, quase metade das pessoas vacinadas serão crianças com menos de 15 anos, o que vai «representar um longo caminho para erradicar a doença», num continente onde «a ameaça parece maior do que nunca».

A OMS alerta que «a facilidade e a velocidade dos movimentos populacionais, a rápida urbanização e ressurgimento de mosquitos devido ao aquecimento global aumentaram significativamente o risco de surtos urbanos com disseminação internacional».
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.