+ infoAcontecer
Mundo
Ásia precisa fortalecer comunidades rurais
Texto F.P. | Foto Lusa | 16/04/2018 | 07:02
Metade do número de pessoas que passam fome no mundo está concentrada no continente asiático. Para alterar a situação, é necessário reduzir a pobreza rural e ajustar a produção agrícola às mudanças climáticas, segundo agência da ONU
imagem
O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), José Graziano da Silva, pediu recentemente um maior investimento nas comunidades rurais do continente asiático, para que se consiga vencer a batalha da fome. Mais de metade das pessoas com fome no mundo (490 milhões) vivem na Ásia.

«É fundamental fortalecer as comunidades rurais, em particular os agricultores familiares, onde se concentra a pobreza e a fome», afirmou o responsável, salientando que para se alcançarem os objetivos de acabar com a fome até 2030, é fundamental reduzir a pobreza rural e ajustar as necessidades do setor agrícola às mudanças climáticas na região da Ásia e do Pacífico.

Segundo Graziano da Silva, alguns países da região têm conseguido «avanços notáveis» na redução da desnutrição nas duas últimas décadas, mas o rápido crescimento económico da zona não se tem traduzido em maiores rendimentos para as comunidades rurais.

O líder da FAO recomendou, por isso, que sejam criados sistemas de proteção social e programas de alimentação escolar, em que a aquisição de produtos assente no princípio da proximidade e beneficie os agricultores familiares.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.