+ infoAcontecer
Fátima
Dia Mundial de Oração pelas Vocações
«Só uma vida como entrega tem sentido»
Texto J.B. | Foto SNSRF | 23/04/2018 | 11:01
Cada opção de vida é um «caminho de realização pessoal», porque «só uma vida» experienciada «como entrega tem pleno sentido», disse aos fiéis o reitor do Santuário de Fátima
imagem

As atitudes, Palavras e exemplos de Cristo permitem a cada pessoa conferir um sentido para as suas vivências do dia-dia, demonstrou Carlos Cabecinhas, sacerdote e reitor do Santuário de Fátima. «Jesus não vem apenas dar a vida, como vem também dar sentido às nossas vidas. O grande amor de Deus por cada um de nós revela-se, assim, em Jesus Cristo, o Bom Pastor, que viveu a sua vida em oferta livre, consciente e voluntária, cumprindo a vontade do Pai», explicou na Eucaristia do último domingo, 22 de abril.

 

Em pleno Dia Mundial de Oração pelas Vocações, Carlos Cabecinhas lembrou como estas podem assumir variadas dimensões. «Deus chama-nos a entregarmos a nossa própria vida de formas muito diferentes, e as vocações, na Igreja, significam a concretização desses modos de entrega de vida. A cada um de nós, Deus chama a uma forma concreta de entrega: a vocação à vida religiosa, ao ministério sacerdotal, ou ao matrimónio.»

 

Contudo, o reitor do Santuário de Fátima salientou que a escolha de uma vocação não fica confinada ao momento do `sim´. «A questão da vocação não é uma questão resolvida uma vez, quando dissemos `sim´, mas vive-se a cada dia: na forma como vivemos e nas opções que tomamos. Cada vocação específica é sempre caminho de realização pessoal, porque só uma vida vivida como entrega tem pleno sentido», frisou o religioso, citado pelos serviços de comunicação do santuário.

 

A celebração contou com a presença de grupos de peregrinos oriundos da diocese de Bragança-Miranda, Lisboa e Viana do Castelo. Participaram também membros da Associação Nacional de Bombeiros e Agentes de Proteção Civil (Fénix). Entre os peregrinos que comunicaram a sua presença, estiveram ainda cinco grupos de Espanha, seis de Itália, um da Polónia e um do Canadá.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.