+ infoAcontecer
Mundo
ONG querem menos abusos na Coreia do Norte
Texto F.P. | Foto Lusa | 09/06/2018 | 07:02
Perto de três centenas de organizações não governamentais fizeram uma carta conjunta a pedir ao regime norte-coreano que tome medidas concretas para acabar com a dramática situação humanitária no país
imagem
A organização não governamental Human Rights Watch (HRW), em conjunto com cerca de outras 300 organizações, elaboraram uma carta aberta dirigida às autoridades da Coreia do Norte exigindo a tomada de medidas urgentes para acabar com a «terrível» situação humanitária que se vive no país.

«A recente abertura política da Coreia do Norte é um sinal positivo, mas antes que todos nos emocionemos é importante recordar que Kim Jong Un continua à frente daquele que será possivelmente o sistema mais repressivo do mundo», afirmou o diretor da HRW para a Ásia, Brad Adams.

Segundo o responsável, «tal como o Conselho de Segurança da ONU reconheceu, os abusos dos direitos humanos na Coreia do Norte e as ameaças à paz mundial estão relacionadas, pelo que qualquer conversação sobre segurança deve incluir a situação dos direitos humanos».

Neste sentido, os subscritores da missiva desafiam Pyongyang a «aceitar a entrada de ajuda humanitária e a supervisão internacional para garantir que chega às comunidades mais necessitadas», a «estabelecer reuniões regulares entre famílias separadas», e a «acabar com as detenções e os abusos, incluindo os trabalhos forçados».
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.