+ infoAcontecer
Mundo
Crises humanitárias juntam ONU e Igreja no Vaticano
Texto J.B. | Foto ACNUR /Susan Hopper | 11/09/2018 | 17:29
Alto-comissário das Nações Unidas para os refugiados vai abordar a situação migratória no Médio Oriente, perante membros de organizações católicas de solidariedade
imagem

O drama humanitário na Síria e no Iraque está na origem de um encontro no Vaticano, que arranca na próxima quinta-feira, 13 de setembro, prolongando-se até ao dia seguinte. «Aderiram ao encontro mais de 50 organizações católicas de caridade, representantes dos episcopados locais, das instituições eclesiais e congregações religiosas que trabalham na Síria, Iraque e nos países limítrofes, além dos núncios apostólicos na Síria, Iraque, Líbano e Turquia», informam os serviços de comunicação da Santa Sé.

Entre os intervenientes destaca-se a participação de Filippo Grandi, alto-comissário da Organização das Nações Unidas (ONU) para os refugiados, que abordará o fenómeno da crise migratória no Médio Oriente. No último dia do encontro terá lugar uma audiência com o Papa Francisco.

A iniciativa é organizada pelo Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral (Santa Sé), que pretende tornar este encontro num «momento de reflexão e comunhão entre todas as instituições eclesiásticas envolvidas em obras de caridade e assistência» às vítimas desta crise humanitária. De acordo com o organismo promotor da iniciativa, durante o encontro, será dado especial destaque às «perspetivas realistas de um regresso voluntário de pessoas deslocadas internamente e refugiados para as suas comunidades de origem».

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.