+ infoAcontecer
Portugal
Igreja diz estar preparada para combater abusos
Texto F.P. | Foto F.P. | 11/09/2018 | 16:05
Porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa considera que as orientações dadas pela Santa Sé e pelos bispos são suficientes para combater o abuso de menores e assegurar proteção às vítimas. Só é preciso «mantê-las ativas»
imagem
A Igreja Católica em Portugal tem os mecanismos necessários para assegurar a prevenção de eventuais abusos de menores e garantir apoio às vítimas, segundo o porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), padre Manuel Barbosa.

«As diretrizes da CEP são claras, está lá tudo. Basta que os pastores e as instituições tenham isso em consideração, em coordenação com as organizações da Santa Sé, e não é necessário tomar medidas excecionais porque elas estão bem vincadas numa linha de prevenção, de proteção e de atenção aos que foram prejudicados», afirmou o sacerdote em Fátima, esta terça-feira, 11 de setembro.

Segundo Manuel Barbosa, que falava aos jornalistas no final de mais um encontro do Conselho Permanente da CEP, o abuso de menores é uma «chaga» que é preciso erradicar, e os bispos portugueses reafirmam a sua intenção em desenvolver «uma cultura de prevenção e proteção dos menores e vulneráveis de todas as comunidades», tal como manifestaram na carta de apoio enviada recentemente ao Papa Francisco.

Além deste tema, na reunião desta terça-feira, os bispos que integram o CP analisaram ainda o conteúdo já existente daquilo que vai ser a Carta Pastoral de Preparação para o Matrimónio, que deverá ser aprovada na próxima Assembleia Plenária da CEP, em novembro próximo, e o programa do Ano Missionário que se vai iniciar em outubro.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.