+ infoAcontecer
Mundo
Fuga de venezuelanos é uma «crise monumental»
Texto F.P. | Foto Lusa | 08/10/2018 | 16:29
Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados visitou a zona de fronteira entre a Venezuela e a Colômbia e ficou impressionado com a dimensão do fluxo migratório
imagem
Apesar do governo de Nicolás Maduro continuar a negar a crise na Venezuela, pautada pela hiperinflação e escassez crónica de alimentos e medicamentos, o Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, Filippo Grandi, considera que o êxodo de venezuelanos para os países vizinhos configura uma «crise monumental».

Grandi visitou este fim de semana a zona de fronteira da Venezuela com a Colômbia e manifestou-se impressionado com a dimensão e complexidade do fluxo migratório. «Estar aqui simboliza a vontade da comunidade internacional de estar perto da Colômbia neste esforço tão importante para responder a uma crise monumental», declarou o enviado da ONU.

As Nações Unidas estimam que cerca de 1,9 milhões de pessoas deixaram a Venezuela desde 2015, sendo que quase um milhão estará na Colômbia. Recentemente, as autoridades colombianas regularizaram temporariamente 820 mil venezuelanos.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.