+ infoAcontecer
Mundo
Indonésia expulsa trabalhadores humanitários estrangeiros
Texto F.P. | Foto Lusa | 11/10/2018 | 07:01
Autoridades ordenaram aos funcionários que abandonassem a zona afetada pelo terramoto e pelo tsunami. E informaram as organizações internacionais que se quiserem ajudar têm que fazê-lo com autorização prévia e através de organizações locais
imagem
O governo da Indonésia está a exigir aos trabalhadores humanitários estrangeiros que abandonem as regiões afetadas pelo terramoto e pelo tsunami e advertiu as organizações não governamentais (ONG) internacionais que queiram ajudar, que devem antes solicitar as devidas autorizações e trabalhar através das organizações locais.

Num aviso publicado recentemente, a Agência Nacional para a Gestão de Desastres informa que as ONG estrangeiras que queiram oferecer assistência em Célebres Central, onde a 28 de setembro ocorreu o desastre natural que provocou mais de 1.900 mortos, «não estão autorizadas a ir diretamente para o terreno» e devem desenvolver «todas as suas atividades em associação com os parceiros locais».

A agência adverte ainda os cidadãos estrangeiros que estão a trabalhar com ONG internacionais que «não estão autorizados a realizar nenhuma atividade nos locais afetados pelo desastre» e aconselha as organizações que mobilizaram trabalhadores estrangeiros a «retirá-los imediatamente» do terreno.

Recorde-se que a Indonésia se tem mostrado tradicionalmente contra quem considere o país dependente da ajuda exterior quando é preciso fazer frente a desastres naturais. Exemplo disso, foram os sismos que abalaram a ilha de Lombok, no verão passado, em que o governo recusou ajuda externa.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.