+ infoAcontecer
Fátima
Exposição em Fátima cativou «quase meio milhão» de visitantes
Texto J.B. | Foto Santuário de Fátima | 31/10/2018 | 16:24
Já está em preparação uma nova exposição, que desta vez será dedicada ao centenário comemorativo da construção da Capelinha das Aparições
imagem

A exposição temporária «As cores do sol» encerra portas esta quarta-feira, 31 de outubro, no Santuário de Fátima. De acordo com uma contabilização feita a 21 de outubro, a mostra contou com «208 visitas guiadas participadas por 4 792 pessoas, 12 visitas temáticas participadas por 645 pessoas», e um total de «487 656 visitantes», indicam os serviços de comunicação do templo da Cova da Iria.

 

Segundo, Marco Daniel Duarte, diretor do Museu do Santuário de Fátima, esta exposição encerrou um ciclo dedicado aos relatos deixados em 1917 pelos pastorinhos, e «sedimentou a ideia de que a experiência que os peregrinos fazem no Santuário de Fátima tem também uma dimensão cultural em estreita dialética com a experiência cultural».

 

«Pela observação dos diferentes tipos de públicos que visitaram este espaço é claro que este espaço se tornou ponto de passagem obrigatória para os visitantes de Fátima», destacou o responsável. Marco Daniel Duarte acredita que as diversas obras que estiveram expostas, assim como o «discurso expositivo que percorre diferentes temáticas de Fátima, desde o `Milagre do sol´ até à própria edificação do santuário como um lugar de importância internacional, levou os visitantes a percecionarem Fátima através de uma linguagem inovadora, museologicamente atrativa, muito comunicativa e documentada cientificamente».

 

O diretor do museu do templo da Cova da Iria destaca que o balanço da iniciativa «é altamente positivo, pelo que o Santuário de Fátima continuará a investir na linguagem da museologia para servir os peregrinos de Fátima». A exposição «As cores do sol - A luz de Fátima no mundo contemporâneo», poderá continuar a ser visitada online, à semelhança daquilo que tem sido possível desde outubro de 2017.

 

A exposição foi considerada «a mais ambiciosa que o Santuário de Fátima» já promoveu, tendo contado com artefactos cedidos, em regime de empréstimo, por «colecionadores particulares e por instituições eclesiais e do mundo civil, entre as quais o Museu da Fundação Calouste Gulbenkian e o Núcleo de Documentação e Arquivo da Direção de Serviços de Documentação, Comunicação e Relações Públicas do Ministério da Economia».

 

A primeira «grande exposição temporária do segundo século de Fátima» encontra-se agora a ser preparada pelos responsáveis pelo Santuário de Fátima. A nova mostra incidirá sobre o «centenário comemorativo da construção da Capelinha das Aparições». Com o nome «`Capela-Múndi´- Exposição temporária comemorativa do Centenário da construção da Capelinha das Aparições», a mostra será inaugurada no próximo dia 1 de dezembro, pelas 14h30, no Convívium de Santo Agostinho, situado no piso inferior da Basílica da Santíssima Trindade.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.