+ infoAcontecer
Mundo
Organização humanitária cessa atividade no Paquistão
Texto F.P. | 03/12/2018 | 16:23
Governo cancelou autorização sem explicar o motivo da decisão. Se quiser voltar a prestar assistência às populações, a organização tem que apresentar um novo plano de trabalho, mas só daqui a seis meses
A organização não governamental (ONG) Plan Internacional pôs fim a mais de duas décadas de trabalho humanitário no Paquistão, depois do governo local ter ordenado à instituição que cessasse as suas atividades, mas sem explicar qual o motivo dessa decisão.

«Estamos extremamente preocupados pelo impacto que isto terá nas comunidade, em particular nas centenas de milhares de crianças que tiveram o apoio da Plan Internacional com o seu trabalho de desenvolvimento. Estamos muito tristes pelo impacto que a decisão teve no nosso próprio pessoal, todos cidadãos paquistaneses», reagiu a ONG em comunicado.

A Plan Internacional começou as suas operações no Paquistão em 1997 e apoiou mais de 1,6 milhões de crianças em todo o país. Neste momento, tinha mais de 25 mil menores apadrinhados e mais de 200 trabalhadores. Os mais de 140 milhões de euros investidos permitiram o acesso a água potável e a saneamento e higiene a cerca de nove milhões de pessoas.

Durante as emergências e desastres naturais, a ONG assegurou 16 mil acampamentos, ajudou quase dois milhões de crianças a obterem certificados de nascimento, promoveu a reabilitação de 964 escolas e garantiu formação a 4.200 professores.

«Continuamos otimistas quanto ao nosso regresso, algum dia, para que possamos retomar o trabalho com crianças vulneráveis», refere o comunicado, adiantando que a diretiva do governo estabelece que a organização pode voltar a pedir autorização de funcionamento, passados seis meses, e com um novo memorando de entendimento.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.