+ infoAcontecer
Portugal
Lisboetas chamados a identificar pessoas expostas ao frio
Texto J.B. | Foto Lena E. | 09/01/2019 | 16:25
Presidente da Comunidade Vida e Paz pede aos moradores da capital portuguesa para darem conta de cidadãos que se encontrem em «grande exposição ao frio»
imagem

O frio que se faz sentir em Portugal está na origem da entrada em vigor de um plano de contingência em favor das pessoas que vivem sem-abrigo na cidade de Lisboa. A medida conta com a colaboração dos elementos que formam as equipas de rua da Comunidade Vida e Paz (CVP), que vão procurar «motivar» os que se encontram desprotegidos a «acederem aos centros de alojamento abertos para o efeito, ou, no mínimo, a protegerem-se nalgumas das estações de metro que também vão estar disponíveis», explica Henrique Joaquim, presidente da CVP.

O responsável pede à população da capital portuguesa para informar a CVP ou o município sobre a existência de pessoas que possam estar numa «grande exposição ao frio». Numa tentativa de atenuar os efeitos das baixas temperaturas, as equipas de rua da Comunidade Vida e Paz têm procedido a um «reforço da distribuição de agasalhos e mantas, além das refeições, para as pessoas que acompanha todas as noites», explicou Henrique Joaquim, em declarações à agência Ecclesia.

O «Plano de Contingência para as Pessoas Sem-Abrigo Perante o Frio», da Câmara Municipal de Lisboa, é ativado esta quarta-feira, 9 de janeiro, às 17h00, com o município a abrir o Pavilhão Municipal do Casal Vistoso, permitindo assim que os cidadãos que vivem sem-abrigo possam aí passar a noite, tomar refeições quentes e conseguir vestuário apropriado ao frio.

Até que a fase amarela do plano de contingência municipal seja desativada, as estações de metro do Oriente, Saldanha, Intendente, Rossio e Santa Apolónia vão estar continuamente abertas. Estão também de portas abertas o Centro de Abrigo da Graça, o Centro de Alojamento do Beato, e o Centro de Alojamento de Xabregas.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.