+ infoAcontecer
Fátima
Imagem de Fátima leva esperança a reclusas no Panamá
Texto J.B. | Foto «JMJ Panamá 2019» | 24/01/2019 | 12:29
Uma festa organizada por voluntários da JMJ e a presença da imagem de Nossa Senhora numa prisão feminina do Panamá proporcionou às reclusas momentos de oração e de convívio. O reitor do Santuário de Fátima deixou-lhes uma mensagem de esperança
imagem

A deslocação da imagem peregrina número um de Nossa Senhora de Fátima ao maior centro penitenciário feminino do Panamá, proporcionou uma manhã diferente a cerca de 500 reclusas, que puderam viver momentos de oração e de reflexão, mas também de convívio. A visita invulgar decorreu ao longo da manhã da passada quarta-feira, 23 de janeiro, de acordo com os serviços de comunicação do Santuário de Fátima.

«Este é um lugar onde as pessoas não têm esperança. Somos o que a sociedade descarta e a presença Dela aqui é a luz que, como crentes, necessitamos. Nesta visita Ela diz-nos: `Estou aqui para vocês, para que possam seguir em frente´», disse Mabel, reclusa e sacristã na capela do Centro Penitenciário Feminino da Cidade do Panamá, que conta com mais de 650 reclusas.

Através de uma festa organizada por voluntários da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que contemplou sessões catequéticas e momentos de oração, partilha e convívio, as reclusas puderam viver ao longo de três dias, o espírito que marca o evento mundial da Igreja Católica.

A presença da imagem peregrina de Fátima levou as reclusas a recitarem o terço e a participarem numa celebração presidida por Carlos Cabecinhas, sacerdote e reitor do Santuário de Fátima, que pediu às mulheres para nunca desistirem e a terem esperança, uma vez que Maria é uma Mãe «que nunca nos esquece e que nunca nos abandona».

Por sua vez, Marco Daniel Duarte, diretor do Museu do Santuário de Fátima, também integrante da comitiva nacional, fez questão de dirigir uma breves palavras àquelas mulheres, falando-lhes sobre a vida dos três videntes de Fátima, umas crianças humildes que viram a luz, e «tal como elas todos podemos fazer este caminho de olhos postos em Deus».

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.