+ infoAcontecer
Mundo
Moçambique
Projeto reabilita escolas para resistirem a calamidades
Texto F.P. | Foto UN Habitat Moçambique | 11/02/2019 | 08:37
Programa financiado pelo Banco Mundial será desenvolvido em três províncias moçambicanas. Objetivo é tornar os estabelecimentos de ensino mais resistentes aos desastres naturais
imagem
O programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos, em colaboração com o Banco Mundial, está a desenvolver um projeto em Moçambique para melhorar a resiliência das escolas e garantir a segurança das crianças antes, durante e depois de uma calamidade natural.

A iniciativa, orçada em cerca de 800 mil euros, será desenvolvida nos próximos três anos nas províncias de Niassa, Nampula e Zambézia. Para avaliar a forma como os estabelecimentos de ensino se podem tornar mais resistentes, os técnicos do Ministério da Educação, Instituto Nacional de Gestão de Calamidades, Ministério da Saúde, das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos e do Género, Criança e Ação Social, estiveram reunidos esta semana, em Maputo.

Durante o encontro, em que foram debatidas as questões da gestão de riscos de calamidade naturais nas escolas e do reforço da resiliência da criança e das infraestruturas escolares, os responsáveis do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), entidade que também apoia o projeto, alertou o governo moçambicano para a necessidade de fazer intervenções de longo prazo.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.