+ infoAcontecer
Mundo
Falta comida nas escolas do Haiti
Texto F.P. | Foto Lusa | 16/03/2019 | 07:02
A corrupção e a violência mantêm o país mergulhado numa crise política e social. Algumas escolas enfrentam graves dificuldades para conseguir alimentação para os alunos
imagem
Os apelos têm sido constantes, quer por parte das autoridades religiosas, quer pelos responsáveis das organizações não governamentais (ONG), mas o Haiti continua a viver episódios graves de corrupção e violência, com confrontos entre polícias e jovens armados em barricadas organizadas, que revelam a crise e o conflito social existentes no país.

«Neste clima de protestos violentos, que têm aumentado a insegurança, e onde se vê um estado completo de paralisação, as pequenas escolas de Chateu, Fonfrède, San Gerardo e o orfanato de Damabiah já não têm comida para as crianças. Não podendo fazer mais nada neste momento, a 11 de março carregámos um contentor em Espanha com 26 toneladas de alimentos não perecíveis para serem distribuídos pelos pais das crianças», revelou à agência Fides a ONG Acolher e Partilhar, que está a trabalhar em parceria com os missionários Redentoristas.

A organização mantém uma cooperação com os religiosos desde antes do terramoto de 2010, mas sente cada vez mais dificuldades em trabalhar no terreno «devido à corrupção» que alastra um pouco por todo o país, e que já levou a Conferência Episcopal a lamentar «a deplorável perda de vidas e os danos provocados nas propriedades».
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.