+ infoAcontecer
Fátima
Direitos humanos defendidos com recurso às artes
Texto J.B. | 17/03/2019 | 11:22
Alunos da capital portuguesa vão deslocar-se à Cova da Iria, onde vão apresentar trabalhos artísticos que defendem e promovem os direitos humanos
imagem

A 21.ª edição do Encontro Interescolas do 2.º e 3.º ciclo do Patriarcado de Lisboa vai ser dedicado aos direitos humanos, e irá realizar-se na cidade de Fátima, no próximo dia 2 de abril, com o mote «Celebrar a vida!». «Na edição deste ano queremos `Celebrar a vida´ e dar destaque aos ´Direitos da Criança´, que estão em festa do 30.º aniversário, e à `Declaração Universal dos Direitos Humanos´, no seu 71.º aniversário», referem os promotores do encontro, em comunicado.

A iniciativa está já a ser preparada nas instituições de ensino, através de um «aprofundamento temático das unidades letivas que abordam as questões da fraternidade, a pessoa humana e a sua dignidade ou a paz universal», isto porque num encontro que será dedicado aos direitos humanos e à vida, os estabelecimentos escolares têm a missão de «escolher um direito, a partir do qual realizarão a sua apresentação com os alunos, individual ou em grupo».

O resultado dos trabalhos a apresentar na Cova da Iria poderá recorrer a diversas expressões artísticas como a «dança, canto, malabarismo, ilusionismo, ventriloquismo e outras ainda mais insuspeitas». Uma vez em Fátima, o evento passará por espaços como o Centro Pastoral de Paulo VI, onde terá lugar a «habitual festa jovem», acrescentam os membros do Secretariado Diocesano do Ensino Religioso Escolar (SDER), organismo promotor do encontro, citado pelo Secretariado Nacional da Educação Cristã. A iniciativa deverá reunir cerca de 2 mil estudantes, à semelhança daquilo que tem acontecido nos anos anteriores.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.