+ infoAcontecer
Mundo
França
Fogo destrói símbolo mundial da cristandade
Texto F.P. | 16/04/2019 | 10:11
As imagens da catedral de Notre-Dame a ser devastada pelas chamas deixaram o mundo em estado de choque. A palavra de ordem agora é reunir esforços para recuperar o edifício, construído no século XII
Após várias horas de combate às chamas, na madrugada desta terça-feira, 16 de abril, os bombeiros de Paris (França) deram como parcialmente extinto o violento incêndio que deflagrou ao início da noite de ontem e arrasou parte da catedral Notre-Dame, um dos símbolos dos cristianismo, da cultura europeia e testemunho da história de França. Os peritos avaliam agora os danos causados na estrutura principal do edifício.

O evoluir das operações foi acompanhado por milhões de pessoas em todo o mundo, que seguiram horrorizadas a forma como as chamas intensas foram destruindo parte do telhado do templo e o seu emblemático pináculo. Segundo informações veiculadas pela imprensa internacional, o reitor da catedral, Patrick Chauvet, assegurou que as relíquias existentes no edifício, como o fragmento da coroa de espinhos com a qual Jesus Cristo teria sido coroado e a túnica de São Luís, foram salvas.

Pouco depois das imagens do incêndio terem começado a correr mundo, foram muitas as reações de solidariedade e de pesar de Chefes de Estado e de governos de vários países, bem como do Vaticano e das Nações Unidas. A catedral é «símbolo da cristandade na França e no mundo. Expressamos proximidade aos católicos franceses e à população de Paris e garantimos as nossas orações aos bombeiros e aos que estão a fazer o possível para fazer frente a esta dramática situação», reagiu um Papa Francisco, numa mensagem dirigida ao governo francês.

António Guterres, secretário-geral da ONU, manifestou-se «horrorizado pelas imagens do incêndio que devastou a Catedral de Notre-Dame» e, tal como a presidente da Assembleia Geral e a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), prometeu apoiar os trabalhos de reconstrução.

Construída em 1163, a Notre-Dame iniciou a função religiosa em 1182 e era o principal local de culto católico na capital francesa. Neste momento o templo estava a ser restaurado, sobretudo na zona da cobertura. Ontem à noite, grupos de fiéis, alguns deles em lágrimas, aproximaram-se o máximo que puderam da catedral, rezando e entoando cânticos.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.