+ infoAcontecer
Mundo
Mais de metade da população de Gaza precisa de ajuda
Texto F.P. | Foto Lusa | 14/05/2019 | 17:38
O desemprego atinge mais de metade dos habitantes e só a ajuda das agências humanitárias e as remessas do exterior têm evitado o colapso total. A insegurança alimentar é cada vez mais grave
imagem
A agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinianos (UNRWA, na sigla em inglês) alertou recentemente que mais de metade da população de Gaza depende da comunidade internacional para se alimentar. Em menos de duas décadas, as necessidades aumentaram «quase 10 vezes».

Segundo o diretor de operações da UNRWA em Gaza, Matthias Schmale, este aumento «foi causado pelo bloqueio de Gaza e o impacto desastroso sobre a economia local, os sucessivos conflitos que arrasaram bairros inteiros e infraestruturas públicas, e a crise política interna palestiniana, que começou em 2007 com a chegada do Hamas ao poder».

Com mais de metade dos habitantes no desemprego, Gaza tem-se mantido com o apoio das agências da ONU e as remessas do exterior. Schmale relata que, pela primeira vez desde que trabalha na região, ouve pessoas a falar sobre o aumento do uso de drogas, das tentativas de suicídio e prostituição. Para o responsável, este cenário representa um «colapso social».
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.