+ infoAcontecer
Portugal
Alunos usam música para alertar para problema ambientais
Texto J.B. | Foto Educris | 15/05/2019 | 17:31
Estudantes que frequentam as aulas de Religião e Moral no Porto vão entoar a música do movimento «Sing for climate», no Parque Oriental do Porto, para alertar a sociedade para a necessidade e urgência em proteger o planeta
imagem

A 17ª edição do encontro de alunos que frequentam a disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) nas escolas da diocese do Porto vai realizar-se na próxima sexta-feira, 17 de maio. O evento vai decorrer sob o tema «Liga-te. Estás convocado!», e deverá reunir «cerca de 15 mil participantes» no Parque Oriental do Porto.

A pensar neste dia, os alunos das escolas participantes vão entoar a música do movimento «Sing for climate», com o objetivo de chamar a atenção «para as questões da ética ambiental», conforme destaca António Madureira, professor e diretor do Secretariado Diocesano do Ensino da Igreja nas Escolas (SDEIE), organismo promotor do encontro.

«Lançámos um desafio aos alunos de serem capazes de olhar para o mundo à sua volta, natureza e pessoas, e fazerem desse mundo um lugar melhor. Convocando a transformar o mundo onde ser humano e natureza convivem e lidam em equilíbrio», explicou o responsável, em declarações aos serviços de comunicação do Secretariado Nacional da Educação Cristã.

No decorrer do evento, os participantes serão chamados a aderir a «gestos concretos desta ecologia integral através da plasticidade da música e da dança». Indo de encontro aos apelos do Papa Francisco, os organizadores do encontro pretendem ajudar «os mais novos» a «mudar o mundo». «Daí termos uma mensagem em que cada um é protagonista da mudança», demonstrou António Madureira.

«Os números refletem a implementação da EMRC numa diocese populosa. Para nós, sendo os números um indicador, não são o mais importante neste encontro. O centro da nossa ação vai estar no aluno. Que consigamos ajudá-los a ter um dia em que sintam que a EMRC olhou para eles enquanto alunos», frisou o responsável.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.