Fátima
«Se não tens tempo para parar podes perder a amizade»
Texto J.B. | Foto Santuário de Fátima | 22/07/2019 | 10:46
O cardeal António Marto lembrou em Fátima que a amizade se «fortalece no diálogo», e que a falta de tempo para olhar para a vida pode levar ao enfraquecimento das relações entre amigos
imagem

Para os cristãos, acolher «não é apenas um gesto de cortesia ou simpatia», é «evangelizar: ter o sentido da escuta, da compreensão, do cuidado e da atenção, sempre com delicadeza», o que se traduz num «gesto de amor com o outro que precisa ser acolhido», realçou António Marto, cardeal e bispo na diocese de Leiria-Fátima, na Eucaristia a que presidiu este domingo, 21 de julho, no recinto de oração do Santuário de Fátima. O cardeal deixou aos cristãos uma questão para reflexão – «Quantas vezes nos desgastamos à toa, sem ter tempo para parar, para escutar e para olhar? Pára, escuta e olha...» – aconselhou o prelado.

«Já lemos isso nalgum lado, quando paramos numa passagem de nível... Se tu não tens tempo para parar, para estar com Jesus; se não tens tempo para olhar para a tua vida com calma e serenidade e para analisar como ela está a ser vivida e pode ser renovada, podes perder o melhor – a amizade –, que se cultiva e fortalece no diálogo, na partilha da vida; podes perder a ternura que se exprime em gestos simples e afetuosos de atenção e de ajuda; podes perder a paz do coração que encontrou serenidade, repouso e sossego na luz da sua fé, na confiança da sua esperança, no amor da sua caridade», demonstrou António Marto.

O cardeal português frisou que a «virtude do acolhimento deve dar origem a uma cultura do acolhimento tão necessária para fazer face à cultura contrária da exclusão, da indiferença da marginalização e do descarte». A todos quantos o escutavam o bispo de Leiria-Fátima deixou um alerta: «Como nos acolhemos uns aos outros, a começar dentro da família, onde muitas vezes vivemos tão dispersos, onde não há capacidade de nos escutarmos uns aos outros pelas distrações provocadas pela televisão, pela internet, pelo Facebook, pelo Instagram... Tudo tem o seu lugar, mas é preciso saber o que é mais importante».

De acordo com os serviços de comunicação do Santuário de Fátima, foram «milhares» aqueles que escutaram António Marto no recinto de oração do templo mariano. Entre os peregrinos estavam os mensageiros da 42ª Peregrinação Nacional do Movimento da Mensagem de Fátima, que decorreu com o lema «Consolai a Deus». A jornada daquele movimento levou ao santuário cristãos de todas as dioceses do país, incluindo das regiões Autónomas da Madeira e dos Açores.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.