Fátima
«Com muita facilidade nos prendemos àquilo que é passageiro»
Texto J.B. | Foto Santuário de Fátima | 12/08/2019 | 11:01
Reitor do Santuário de Fátima alertou os peregrinos para as consequências nefastas da «rotina que se instala», e lembrou que a presença de Deus é um «tesouro que dá sentido pleno à vida»
imagem

A manhã do último domingo, 11 de agosto, foi uma ocasião para Carlos Cabecinhas, sacerdote e reitor do Santuário de Fátima, deixar um alerta a todos quantos o escutavam no recinto de oração do templo mariano. «Com muita facilidade nos prendemos àquilo que é passageiro, por causa da rotina que se instala, pela sedução dos caminhos fáceis e das preocupações que nos desviam do essencial e nos levam, muitas vezes, a fazer com que Deus e os outros fiquem esquecidos e secundarizados», alertou.

 

Por isso, o responsável lembrou os fiéis da necessidade de estarem atentos e vigilantes à sua relação com Deus, e lembrou que a mensagem relatada pelos três pastorinhos é um convite à «descoberta de Deus como o tesouro que dá sentido pleno à vida». «Estarmos vigilantes e atentos significa olhar com atenção a nossa vida, à luz de Deus e da sua Palavra, para percebermos o que pode ser obstáculo a acolher este Senhor que vem e a reconhecê-Lo presente em nós», disse o sacerdote, citado pelos serviços de comunicação do Santuário de Fátima.

 

De acordo com o templo mariano, a Eucaristia contou com a participação de peregrinos de vários pontos de Portugal, mas também de Espanha, França, Itália, Reino Unido, Alemanha, Bélgica, Polónia, Malta, Suécia, Brasil, Costa do Marfim, Síria, Vietname e Indonésia. Marcaram também presença na celebração os elementos da iniciativa «Vem para o meio», que proporciona uma semana de férias a pais de filhos com deficiência.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.