+ infoAcontecer
Portugal
Exposição em Lisboa apoia Moçambique
Texto J.B. | 07/09/2019 | 15:59
Venda de obras de artistas portuguesas em exposição reverterá para apoiar as vítimas do ciclone Idai, em Moçambique
imagem

Obras de 24 artistas plásticos portugueses dão forma à exposição «Uma obra por Moçambique», que será inaugurada este domingo, 8 de setembro, no Espaço Espelho d`Água, em Lisboa, pelas 17h00. A verba reunida através da venda das obras vai reverter «na íntegra para apoiar a reconstrução da província da Beira, em Moçambique, afetada pelo ciclone Idai no passado mês de março», explicam em comunicado os organismos envolvidos na iniciativa.

 

A exposição é o resultado de uma iniciativa da artista Sara Laborde, de 23 anos, que explica que sentiu a «necessidade de ajudar» o povo moçambicano após a tragédia. «Resolvi oferecer algumas das minhas obras [e] procurei juntar outros artistas que se identificassem com a causa», explicou a jovem. A Sara juntaram-se Mariana Albuquerque e Rita Félix na organização, e mais de 20 artistas

 

A quantia reunida com esta iniciativa será entregue ao consórcio «Somos Moçambique», formado pelas organizações portuguesas Fundação Fé e Cooperação (FEC), Fundação Gonçalo da Silveira e `Vida´, uma organização não governamental para o desenvolvimento. Equipas das três organizações encontram-se a trabalhar na região no apoio à «reconstrução de espaços de acolhimento de crianças e suas famílias afetadas pela catástrofe natural, através de um acompanhamento técnico especializado».

 

A inauguração da mostra terá início com a atuação do cantor angolano Vlado Coast. Está também prevista a apresentação do consórcio «Somos Moçambique». A exposição poderá ser conhecida até ao dia 22 de setembro, de segunda a quinta-feira e também aos domingo, das 11h00 às 24h00, e às sextas-feiras e sábados, das 11h00 às 13h00.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.