+ infoAcontecer
Mundo
Falta dinheiro para assegurar apoio a vítimas dos ciclones
Texto F.P. | Foto Lusa | 10/09/2019 | 10:24
Comunidade internacional ainda só disponibilizou 45 por cento da verba necessária para garantir assistência a 2,4 milhões de pessoas afetadas pelos ciclones Idai e Kenneth, em Moçambique
imagem
O mais recente relatório da Rede de Sistemas de Alerta Antecipado de Fome, em relação à situação de Moçambique, revela que ainda falta dinheiro para assegurar ajuda humanitária às populações das zonas afetadas pelos ciclones Idai e Kenneth. Dos 388 milhões de euros necessários, ainda só foram garantidos 45 por cento pela comunidade internacional.

«A assistência alimentar de emergência está em transição para a assistência de recuperação precoce nas áreas afetadas pelos ciclones, no entanto, o financiamento é insuficiente para atender à necessidade [...], atendendo apenas a 40 por cento da necessidade estimada», refere o documento, destacando o facto do financiamento da assistência para as áreas do sul atingidas pela seca estar também «limitado».

Numa escala de um a cinco (que vai de risco mínimo até à fome), regista-se uma situação de crise (nível três) que cobre as áreas afetadas pelos ciclones Idai e Kenneth, no centro e norte de Moçambique. O mesmo grau de dificuldade é sentido nas zonas mais a sul, devido à seca, e na costa norte, por causa do conflito em Cabo Delgado, detalham os autores do relatório.

Segundo as previsões internacionais, «é provável que a temporada de chuvas 2019/20 comece tarde, com chuvas acima da média no norte e abaixo da média na região sul», o que pode provocar o atraso na atividade agrícola e a consequente quebra na disponibilidade de alimentos frescos.

Nos mercados moçambicanos monitorizados pela rede, o preço do milho, em julho, estava bem acima (quase 45 por cento) dos preços dos últimos anos e 20 por cento acima da média de cinco anos. Ainda assim, no médio prazo, os preços do milho, farelo e arroz permaneceram relativamente estáveis.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.