+ infoAcontecer
Mundo
Denunciados novos casos de tortura na Venezuela
Texto F.P. | Foto UN Photo / Jean-Marc Ferre | 10/09/2019 | 17:32
Alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos apresentou um relatório atualizado sobre a situação do país, onde estão documentadas possíveis execuções extrajudiciais por parte das forças governamentais
imagem
É mais um relatório duro sobre a situação na Venezuela, com suspeitas de novos casos de «execuções extrajudiciais» e testemunhos de «torturas e maus-tratos» de detidos. O documento foi apresentado esta semana pela alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, e já mereceu contestação por parte do governo de Nicolás Maduro.

«O meu gabinete continuou a documentar casos de possíveis execuções extrajudiciais cometidas por membros das Forças de Ação Especiais da Polícia Nacional - conhecidas como FAES - em alguns bairros do país» e identificou casos de «tortura e maus-tratos, tanto físicos como psicológicos, de pessoas arbitrariamente privadas de sua liberdade, em particular de militares», afirmou a ex-presidente chilena, perante o Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Em reação a este novo relatório, o número dois do chavismo, Diosdado Cabello, desvalorizou o documento e acusou Bachelet de «crueldade» contra a Venezuela. «O que disser a senhora Bachelet (...) não vai impedir o nosso sonho. Não vamos nos deixar chantagear por nada», declarou o presidente da Assembleia Nacional Constituinte.

Recorde-se que, no primeiro relatório, apresentado em julho passado, a alta comissária tinha denunciado a «erosão do Estado de direito» na Venezuela, advertindo também que as sanções internacionais agravavam a crise no país. Agora, Bachelet reiterou que «a situação dos direitos humanos continua a afetar milhões de pessoas na Venezuela, com claros impactos desestabilizadores na região», e alertou que a economia venezuelana «atravessa o que poderia ser o episódio hiperinflacionário mais agudo que a América Latina já experimentou».
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.