+ infoAcontecer
Portugal
Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa
Bispos apelam à participação ativa e consciente nas eleições
Texto F.P. | Foto Ana Paula | 10/09/2019 | 16:27
Igreja Católica espera que os cristãos tenham em conta as reflexões publicadas sobre temas como a eutanásia e a ideologia de género quando forem exercer o seu direito de voto
imagem
O porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) disse esta terça-feira, 10 de setembro, em Fátima, que a Igreja Católica espera uma «participação ativa» nas próximas eleições legislativas e que os cristãos tenham em conta as reflexões publicadas recentemente pelos bispos sobre temas como a eutanásia e a ideologia de género na hora de votar.

«O apelo é o de sempre: que as pessoas tenha uma participação ativa e a participação ativa é votando, mas para votar é bom que conheçam bem todos os projetos que estão em discussão», sublinhou o padre Manuel Barbosa, em conferência de imprensa, após a reunião mensal do Conselho Permanente da CEP.

Para um melhor esclarecimento dos eleitores, o sacerdote recordou a posição da Igreja em relação aos temas da eutanásia, da ideologia de género e dos quatro valores fundamentais da doutrina católica: dignidade humana, bem comum, solidariedade e subsidiariedade, plasmada em documentos que podem ser consultados no site da CEP.

«Não vamos dizer às pessoas votem neste ou naquele. Mas esperamos que essas reflexões sejam tidas em conta na hora do voto, e no que se segue da legislatura. As pessoas têm que saber ler este olhar da Igreja sobre esses temas, para que cada um tome isso em conta e vote em consciência», afirmou Manuel Barbosa.

No encontro, os membros do Conselho Permanente congratularam-se pela próxima canonização do beato Bartolomeu dos Mártires,«pelo que significa para a Igreja em Portugal, as dioceses onde esteve e para a Igreja universal», bem como pela nomeação cardinalícia de José Tolentino Mendonça. A CEP saudou ainda a nomeação do novo núncio apostólico, Ivo Scapolo, considerando que o mesmo conta «com a confiança do Papa Francisco» e o «aval da República Portuguesa».
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.