+ infoAcontecer
Portugal
Novos roteiros de peregrinação apresentados em Fátima
Texto F.P. | Foto F.P. | 12/09/2019 | 17:16
Publicações e desdobráveis vão ser distribuídos pelas regiões de turismo e pelos municípios para disponibilização gratuita aos peregrinos. Mais pormenores sobre os caminhos podem ser consultados num novo site
imagem
O Centro Nacional de Cultura (CNC), apoiado pelo Turismo de Portugal, apresentou esta quinta-feira, 12 de setembro, em Fátima, três novos roteiros impressos com informações, mapas e propostas de percursos, a partir do norte, centro e sul do país, e com destino final no Santuário de Fátima.

Em simultâneo, foi colocado online o site caminhosdefatima.org, que serve de complemento aos roteiros do Caminho do Norte, Caminho da Nazaré e Caminho do Tejo, cuja distribuição será feita gratuitamente aos peregrinos. No futuro, o CNC espera publicar também guias da Rota das Carmelitas e do Caminho do Centenário.

Para Maria Calado, presidente do CNC, a criação e melhoramento destes percursos, que partiram de troços já sinalizados e utilizados pelos peregrinos, têm por finalidade proporcionar a quem os percorre «uma verdadeira espiritualidade, em ligação com a natureza e as vivências religiosas e culturais», e criar «condições seguras e aprazíveis para peregrinos e caminhantes que se dirigem ao Santuário de Fátima, evitando as estradas com grande circulação automóvel em favor de caminhos de terra e de pequenas estradas rurais com pouca circulação».

«Se há projeto que considero emblemático, é precisamente este. Portugal é um país de caminhos, o que é preciso é fazê-los em conjunto. Que este seja um instrumento de promoção e comunicação de que Portugal é um país de paz», realçou a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, através de uma mensagem em vídeo, por impossibilidade de participar na sessão.

Segundo o reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas, estes roteiros permitem «valorizar o peregrino de Fátima do ponto de vista espiritual e cultural» e proporcionar uma experiência «mais segura», tendo em conta que, por tradição, as pessoas que caminham em direção à Cova da Iria têm a tendência para procurar o caminho mais curto e nem sempre o mais seguro.

O projeto Caminhos de Fátima integra um outro mais abrangente, dinamizado pelo Turismo de Portugal, que são os Caminhos da Fé, onde, além dos trajetos de peregrinação para o Santuário de Fátima, constam também rotas da herança judaica e dos caminhos para Santiago de Compostela, em Espanha.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.