+ infoAcontecer
Mundo
Dioceses africanas chamadas a combater tráfico humano
Texto F.P. | Foto Lusa | 10/10/2019 | 07:02
Conferência Regional do Grupo Santa Marta, uma aliança global na luta contra o tráfico de pessoas, desafia as conferências episcopais e as dioceses africanas a criarem departamentos específicos dedicados à prevenção deste flagelo
imagem
Criado pelo Papa Francisco em 2016, para reforçar a prevenção e o combate ao tráfico de seres humanos, o Grupo Santa Marta reuniu-se recentemente em Nairobi, no Quénia, e decidiu recomendar às conferências episcopais e dioceses de África a criação de departamentos específicos dedicados à luta contra este fenómeno.

Segundo Philip Anyolo, arcebispo de Kimusu e presidente da Conferência Episcopal do Quénia, «a criação de parcerias e colaborações eficazes com o objetivo de cortar o cordão umbilical do tráfico de seres humanos e da escravidão dos nossos dias» e a colaboração com as autoridades policiais, a magistratura, o departamento de migração e as forças de segurança, são fundamentais para enfrentar o tráfico de seres humanos.

«Devemos recordar que o tráfico de seres humanos é uma atividade criminosa extremamente lucrativa e os que levam por diante este crime não têm limite em obter lucros assim como são extremamente insensíveis e indiferentes em relação à dignidade das pessoas. Devem ser bloqueados e as vítimas que forem salvas, devem ser amadas e apoiadas», aconselhou o cardeal Vincent Nichols, presidente do Grupo Santa Marta, numa mensagem enviada aos participantes no encontro.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.